Em maio de 2016, o Rali de Portugal sofreu um sério acidente que chocou o mundo do Rali. Tudo aconteceu quando o carro do piloto estónio Ott Tänak saiu da pista e embateu violentamente no terraplano. O impacto foi tão intenso que o carro desintegrou-se por completo e voou pelos ares antes de desaparecer de vista.

Infelizmente, o acidente resultou em ferimentos graves para o copiloto Raigo Mõlder, que teve que ser retirado do carro pelos meios de emergência. O estado dele era tão grave que os médicos recomendaram que ele fosse transferido para um hospital mais especializado.

A causa do acidente foi atribuída à perda de controlo do carro por parte de Ott Tänak, devido a excesso de velocidade. Infelizmente, vários fatores contribuíram para o acidente. Primeiro, a falta de segurança nas zonas mais críticas do trajeto, com árvores, pedras e abismos ao lado da pista, foi apontada como uma falha grave.

Segundo, a consciência do piloto e da sua equipa sobre as condições da pista foi questionada, já que havia condições climáticas adversas no dia do acidente, e a equipa deveria ter tido mais cautela durante a prova.

O impacto do acidente foi enorme em todo o mundo do rali. Foi uma chamada de atenção para a necessidade de criar mais medidas de segurança e consciência por parte das estruturas organizacionais. Um desporto de grande adrenalina e emoção, mas que infelizmente pode ser perigoso.

A segurança é um fator crítico em qualquer evento de automobilismo, especialmente em competições de alto nível como o Rali de Portugal. Eventos desse tipo precisam estar sob um controle rigoroso para evitar acidentes, e é fundamental que as equipas sejam completamente responsáveis ​​pela segurança do piloto, copiloto e das demais pessoas que assistem às competições.

Felizmente, após o acidente de 2016, foram implementadas várias medidas de segurança para evitar futuras tragédias. Hoje, o Rali de Portugal é considerado um evento extremamente seguro e é celebrado pelos entusiastas como uma verdadeira celebração do mundo do Rali.

Em resumo, o acidente de 2016 no Rali de Portugal foi uma tragédia que abalou o mundo do Rali. A falta de segurança e o impacto do acidente tiveram repercussões significativas e incitaram mudanças positivas. A segurança é um fator essencial em qualquer evento automobilístico, e é imperativo que todos os envolvidos sejam completamente responsáveis ​​pela segurança das equipas e do público em geral. Afinal, segurança e diversão não devem ser excludentes em eventos automobilísticos emocionantes como o Rali de Portugal.